Please assign a menu to the primary menu location under menu

Sem categoria

Saiba qual é a Diferença entre RGB e CMYK

Diferença entre RGB e CMYK

Você já ouviu falar em sistema de cores? Nas produções gráficas existem sistemas e escalas diferentes que mudam por completo as cores de um projeto. Existem dois grandes sistemas de cor bastante utilizados no setor gráfico: RGB e CMYK. Mas qual a diferença entre esses dois sistemas de cor?

Conhecer essa diferença é fundamental para que o material criado seja enviado para a gráfica com as tonalidades de cores corretas e para que não se tenha surpresas desagradáveis nos materiais impressos.

Por esse motivo, a Futura Express preparou este artigo explicando qual a diferença entre RGB e CMYK. Vamos lá?

O que são Sistemas de Reprodução de Cores?

Se você deseja saber qual a diferença entre RGB e CMYK, deve ter em mente que existem duas formas das cores serem criadas: por meio da luz ou por meio da tinta. A cor, por sua vez, pode ser definida como uma sensação visual complexa, que é influenciada pelas propriedades físicas da luz e determinada pelas características fisiológicas e psicológicas do observador.

A cor é luz, e existe um espectro de luz que é visível ao olho humano, indo desde os tons violetas aos vermelhos. No entanto, o olho humano possui sensores que são sensíveis às cores primárias: vermelho, verde e azul, e a partir delas enviam sinais ao cérebro, que interpreta cada uma delas.

Todo objeto possui a capacidade de emitir (eletrônicos) ou absorver luz (objetos físicos). No caso dos objetos eletrônicos, as cores são formadas através da adição de cores. Já nos objetos físicos, as cores são reproduzidas através da subtração de cores.

Sistema de Adição de Cores – RGB

RGB é a abreviação das iniciais Red, Green e Blue (Vermelho, Verde, Azul). O modelo de cores RGB é baseado na teoria de visão colorida tricromática, em que, para que as cores sejam formadas, é utilizada a luz.

A luz possui as três cores predominantes citadas anteriormente: vermelho, verde e azul. Tais cores geram o modo RGB e, quando divididas em 255 níveis, podem gerar mais de 16 milhões de cores.

RGB

Ou seja, para que uma cor seja formada no sistema RGB, é necessário adicionar luz com os níveis de cor desejados. Por esse motivo, denominamos o sistema RGB um sistema de cores aditivo.

Este é o sistema de cores que se utiliza nos monitores e eletrônicos em geral. Desta forma, o padrão de cor RGB é indicado para a produção digital. Por exemplo: banners, artes para sites ou redes sociais, entre outros.

Sistema de Subtração de Cores – CMYK

O CMYK se trata de uma abreviação para Cyan, Magenta, Yellow e Black (Ciano, Magenta, Amarelo e Preto). Este sistema não se baseia na emissão de luz, mas sim na pigmentação.

Esse sistema é considerado subtrativo e suas cores são consideradas cores subtrativas primárias. Isso porque cada uma representa duas aditivas primárias, em que uma delas foi subtraída pela luz branca. Basicamente, o objeto irá refletir a cor do sistema que não foi absorvida.

CMYK

A combinação destas três cores forma o preto que, junto a elas, forma o sistema CMYK. Com esta forma de impressão, consegue-se reproduzir todas as cores combinando as quatro primárias, em níveis que vão de 0 a 100%.

Este sistema é empregado por impressoras e fotocopiadoras para reproduzir a maioria das cores do espectro visível, e é conhecido como quadricromia. As 4 cores que determinam este padrão são capazes de formar uma série de outras tonalidades, criando a possibilidade infinita de tons dos mais variados.

Diferença entre RGB e CMYK

Para saber qual o padrão de cor mais indicado para se optar, basta levar em conta qual a finalidade do material e onde ele será utilizado. O designer responsável pelo projeto gráfico deve sempre avaliar as especificações técnicas e adequar o material ao sistema de cor mais adequado.

Em linhas gerais, o padrão de cor CMYK é o mais utilizado para materiais impressos, enquanto que para projetos na web, o padrão costuma ser o RGB.

Portanto, lembre-se: não são todas as tonalidades de cores que, ao serem transferidas do computador, terão o mesmo tom visualizado. É preciso ficar atento a estas variáveis antes de fechar o arquivo e enviá-lo para impressão.

A união de todas as cores no RGB vai gerar a luz branca em um monitor, por exemplo. Contudo, no sistema CMYK, quando usamos todas as cores chegamos ao preto. Sendo assim, não é possível gerar a tinta branca a partir do CMYK. Quando se deseja o branco no sistema CMYK, utiliza-se papel branco e ausência de cor.

A Futura Express

A Futura Express é uma gráfica que é movida pelo desafio de realizar ideias em comunicação impressa personalizada, com qualidade de impressão e soluções inovadoras e eficazes. A equipe capacitada, antenada e versátil tem em seu DNA a sede por inovações, a busca incessante por tecnologias de ponta e o zelo pelo bom atendimento consultivo.

Com mais de 20 anos de mercado, a Futura Express tem o desafio de integrar, em um mesmo fornecedor, uma ampla rede de soluções na área gráfica que vai desde o cartão de visitas até os maiores projetos de comunicação visual.

Essa rede de soluções aliada ao extenso portfólio de mídias, acabamentos especiais, recebimento de arquivos online, ferramentas incríveis para gerar seu orçamento na hora e a comodidade de receber suas demandas onde quiser, fazem da Futura Express a gráfica mais completa para realizar todos os seus projetos gráficos.

Conheça todos os produtos da Futura Express e solicite um orçamento!

Leave a Reply